quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Valeu a pena, ê ê!


E como uma montanha russa eu posso definir o que se passou nesse ano. Muitos altos e, baixos mais ainda. Mas foi bom. 
Conheci pessoas que vou levar pelo resto da minha vida. Tive momentos inesquecíveis ao lado delas e sei que por isso, tudo valeu a pena.
Consegui manter algumas amizades, que com tanta correria e imprevistos se tornou uma árdua tarefa de realizar, mas eu consegui e me alegro por isso. Não quero perder, por falta de esforço e dedicação tudo aquilo que conquistei no passado. Se tiver de ir, vá. Se não for bom pra mim, ou se for trazer algum mal a qualquer um a minha volta, que vá e não volte. Mas, por favor, se for me fazer bem nem se afaste!
Entendo que o preço que a gente paga pra conquistar coisas boas na vida é alto, bem caro e com juros, em algumas ocasiões. Mas nada disso me importa se eu conseguir manter e ser feliz com os que amo e aprendi a amar. Não importa a força, coragem, tempo, fé e ânimo que tenha perdido este ano com algumas coisas, que foram tristes. O que me importa é que eu sei que nada vem fácil e se foi tão difícil passar por esse ano, os outros me trarão coisas muito melhores e tudo vai valer a pena. Melhor, tudo já valeu a pena!
 "A vontade de Deus nunca irá levá-lo aonde a graça de Deus não irá protegê-lo."
Sei que o Senhor está no controle da minha vida, e é por isso que eu vou seguir tranquila. Passar pelo que houver de ser confiando que eu conquistarei muito mais do que perdi e que, a vitória será certa.

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Tudo novo, de novo

Serão milhares e milhares de pedidos. Alguns serão mais parecidos com súplicas, outros com acréscimos.
Será tempo de mudanças. Alguns de endereço, alguns mudarão o telefone (por querer fugir de certos contatos, ou por querer mudar somente), uns de amores, de amigos, de lugar, de pecados e os mais necessitados, de vida.

Simpatias, rezas e orações serão feitas pelas mais diversas pessoas. Algumas irão lavar suas almas no mar, com taças de champagne ou com sorrisos de algum familiar.
Haverá renovação, de laços, votos e de esperanças. Não há tempo melhor que esse, a passagem de um ano para renovar o velho e criar o novo.

Alguns viajarão para casa de suas famílias, outros vão recebe-los em suas casas. Alguns passarão com a saudade. Irão fazer a contagem regressiva por telefone e os mais moderninhos por Skype. Alguns vão ficar em suas casas, sozinhos com a companhia de um alimento instantâneo ou congelado. Outros irão para a Av. Paulista esperar segundo a segundo, o ano novo chegar, numa contagem que parece mais coro, com milhões e milhões de vozes.

Todos irão de alguma forma, por mais estúpido e bobo que pareça, sentir uma esperança de que ao surgir de um novo ano, um novo ciclo de vida se fará. Você pode negar, mas quem é que não sente, que o início de algo trará consigo vários outros inícios?
E que este ano seja melhor para todos, de coração assim espero. Que você possa tirar da lista as promessas e começar a cumpri-las e que as promessas a você feitas, também.
Um ótimo, lindo e maravilhoso ano novo para todos vocês!

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Amigos

Tenho um amigo bandido, que roubou meu coração.
Tenho um amigo palhaço, que se contorce, se transforma e se esforça para me fazer dar belos sorrisos e longas gargalhadas.
Tenho um amigo médico, especialista em curar dores do coração.
Tenho também um amigo psicólogo, o melhor em ouvir e dar conselhos.
Tenho um amigo irmão, a quem amo, como se tivesse escolhido para fazer parte de uma família, que eu mesma montei.
Um outro que é meio pai, meio mãe cuidadoso e protetor.
Já um é professor, está ali sempre me ensinando sobre as importâncias desta vida e do mundo.
Outro é criança, me faz voltar a pureza e inocência dos meus dias de boneca, pique e esconde, ping-pong e jogar bola.
Tenho um amigo, com quem eu posso contar, confiar e amar e , ainda assim receber tudo de volta sem nenhuma cobrança ou obrigação. Alguém que está aqui, ali e, onde estiver está comigo.
 Consigo carregá-lo na mente e no coração, sem haver briga entre os dois, sem ter que escolher entre a emoção e a razão. E mesmo se eu agradecer todos os dias, ao meu Deus, por ele ter me presenteado com a amizade, sei que não será o suficiente. Nunca o suficiente para agradecer tamanha alegria!

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

"Não olhar pra trás. Esperar a paz."

Os dois dividiam um silêncio absurdo de verdades. Há tempos, não conversavam sobre o que sentiam, ou sobre assuntos que não fizessem parte das páginas de jornal.
Esperava que ele tocasse no assunto, ou que pelo menos me incitasse a conversar sobre o que tanto nos machucava.  Acho que ele não sabe o quão aquilo me marcou e feriu.
Só que você preferia não mexer em assuntos do passado. Pensava que se não tocássemos no assunto, ele desapareceria com o tempo.
Mas não desapareceram e tenho medo que não sumam nunca mais. Os seus erros me transformaram no que sou hoje. Não conseguir demonstrar o que sinto. Não conseguir confiar nas pessoas, apesar das tentativas.  Não conseguir me entregar a felicidade, pois a desconfiança de que ela não é real, de que o que hoje me faz feliz, amanhã vai me machucar são fortes demais. E isso não é uma dúvida, como todas as pessoas têm. Isso, pra mim é uma certeza.
 Me fez mais forte? Talvez. Talvez só tenha me enfraquecido e por isso, eu não consigo arriscar. Prefiro ficar em uma zona de conforto, um porto seguro que eu construí e geralmente, me encontro escondida por lá.
Me fez ignorar os sentimentos, meus e alheios. De uma forma que eu nunca vou saber explicar, me tornei fria e frágil ao mesmo tempo. Fria por conseguir fingir que não me importo e frágil por sempre estar destruída por dentro, com essa minha mania de matar meus desejos, sonhos e anceios por meus medos.
As vezes a raiva pelas coisa que você me diz, pela desmotivação, me fazem ir um pouco mais além, do que eu podia imaginar. Mas essas conquistas não têm o mesmo valor quando não as alcanço por vontade e por isso, elas me trazem frustrações. Por não ser mais quem sou, por não ter mais certeza de quais são os meus sonhos, e não os que só quero conquistar para te provar que consigo.
Eu quero voltar a dirigir minha vida, a ser a atriz principal. E não alguém que fica estagnada  na platéia vendo minha vida passar, como se eu não fizesse parte dela... Quero deixar de esperar alguém decidir qual será a próxima cena, para ser parte do espetáculo, pra poder fazer o meu show!